Mulheres italianas e a maquiagem

imageimageimage
Uma das primeiras coisas que aprendi quando cheguei na Itália, foi a relação das mulheres com sua aparência. Posso afirmar que a grande maioria delas sempre se maquia, até mesmo pra ir até a esquina comprar pão.
No inicio eu não compreendia esse excesso de vaidade e até mesmo criticava. Até porque, além do exagero dos olhos carregados com muito brilho, como se fossem à festas logo pela manha quando na verdade são estavam indo à faculdade, todas, sem exceção, se vestiam de modo igual .
A impressão que dava é que naquele inverno absurdamente frio, todas se uniformizavam de seus casacos conhecidos como “piumino” (pois seu acolchoamento consiste em uma grossa camada de penas muito eficientes contra o frio intenso) com cores que iam do branco ao prateado, do amarelo passando pelo laranja chegando ao dourado, do lilás ao roxo laminado, do rosinha mais discreto até o mais espalhafatoso ou um pretinho básico; seus jeans usados com cintos de strass e seus pares de tênis de marca meio surrados (e também de todas as cores possíveis).

Além dos cabelos, que eram mais ou menos iguais. Quando não eram pintados de preto e alisados na chapinha, eram encaracolados castanhos ou pretos usados das seguintes formas: soltos, presos em rabos de cavalo, com bonés ou gorrinhos. Quando não era uma coisa era outra, sempre seguindo uma certa linha, um certo padrão.

Enfim, elas são super vaidosas e pra falar sobre o modo como se vestem precisaria de um post especifico para isso – que talvez eu venha a desenvolver mais tarde. O que elas tem em comum realmente é a maquiagem.

Vaidade sim, mas sem exageros

Por onde andei pelo Brasil, pude observar que não é muito comum as mulheres se maquiarem no seu dia a dia. Não que não sejamos vaidosas. Somos e muito. Adoramos creminhos para o rosto e corpo, sempre preocupadas e insatisfeitas com nossos cabelos e formas físicas. Adoramos maquiagens, esmaltes e afins, mas no dia a dia não nos maquiamos, reservando tal ritual somente para eventos mais importantes tais como festas, happy hours ou baladas.

image E por isso estranhei, assim que cheguei já, ao ver as colegas de faculdade com quem morei sempre se maquiando até pra ir por 5 minutos ao mercado. O que estranhei não foi o ato de se maquiar em si, e sim o exagero. Quilos de base e corretivos para preparar a pele, seguidos de sombras carregadas de cores fortes e brilhantes, finalizado com lápis de olho e mascara para cílios. Todos os dias. Chegando ao cumulo de muitas vezes a maquiagem estar tão carregada que a cor da pele da moça – ou mulher – parecia artificial (provavelmente por usar uma base com tom diferente de sua pele, na maioria das vezes mais bronzeadas! – ah sim, mulheres e homens também tendem a fazer bronzeamento artificial no inverno, o que daria mais um post).

Quando eu trabalhava em uma empresa de informática em Brasília como webdesigner, eu mantinha um ritual diário de maquiagem básica para trabalho. Corretor nas olheiras e defeitinhos, lápis de olho preto, mascara preta ou transparente para os cílios e só. No máximo, algumas vezes eu colocava uma sombra bem clarinha, quase imperceptível, somente para realçar os olhos.

Mas percebi que nenhuma das minhas colegas de trabalho o fazia, até que começamos a freqüentar uma academia juntas no horário de almoço e elas se viam obrigadas a me esperar a terminar de refazer minha maquiagenzinha básica. Foi mais ou menos assim que elas também passaram a cuidar melhor de suas aparências e eu vi que mulheres super bacanas e cheias de conteúdo, antes sem vaidade e apagadas, começarem a brilhar novamente, como graciosas flores que reabrem na primavera depois de um inverno rigoroso.

Nunca nada exagerado. Cada uma delas apenas realçando suas belezas, os seus pontos fortes e melhor de tudo, reacendendo suas auto-estimas esquecidas em algum canto de alguma gaveta de suas almas.

Na Itália, no inicio eu não me maquiava. Afinal estava indo somente para a faculdade, não havia a necessidade de maquiagem! Mas se aqui existe uma certa competitividade entre as mulheres, lá a coisa é muito mais forte. Muito embora eu não considere que aqui no Brasil exista tanto esse tipo de competição. Na Itália, me senti um verdadeiro peixe fora d’água. Querendo ou não, era isso mesmo que eu era, uma estrangeira, com costumes diferentes (mas nem tão diferentes assim), que era vista como um ser de outro mundo. Eu não quis, de maneira nenhuma, me igualar às italianas, afinal de contas sou brasileira com muito orgulho e muito amor, e acabei sofrendo bastante com isso. Não me maquiava, achava tolo e supérfluo, além de ser podada por algumas pessoas que me queriam ver por baixo.

Cheguei a me sentir inadequada, afinal não tinha roupas como as delas e não seguia o mesmo padrão de comportamento.

Dando um mãozinha à auto-estima

image Não mudei meu jeito de ser, nem passei a me vestir como elas. Mas pra dar uma sacudida na minha auto-estima já tão pisoteada, passei a observar o que a cultura deles podia ter de melhor. E assim resgatei o ritual de maquiagem antes de sair de casa. Sem exageros, como fazia antes no Brasil e cheguei a inspirar amigas!

Este simples ato me ajudou bastante a me sentir mais bonita. Apenas realçando o que mais gosto em mim, meus olhos. Corretivo + lápis preto + máscara preta para cílios. Vez ou outra uma sombra discreta. Continuo com este doce hábito ainda hoje, e meu noivo adora e apóia!

E quando tiver de arrasar, maquiagem mais carregada sim, por que não? Desde que seja com bom gosto e classe, que esteja de acordo com nossas personalidades, sem querer ser o que na verdade não somos.

imageNão quero me contradizer. Ainda discordo da campanha da Boticário “Acredite na  beleza”, que errou o tom com um de seus filmes. Mas como dito naquele post eu acredito na beleza sim. Só não acredito na pratica de julgarmos uns aos outros pelas aparências, vestuário e cultura. Acredito na diversidade, em valorizar o que somos e o que temos à oferecer e acima de tudo no respeito mutuo. Se cuidar, se amar, sem nos supervalorizarmos. Sem dar valor demasiado à vaidade. Saber medir. Saber diferenciar. Saber respeitar as diferenças e não fazer com que outra pessoa se sinta inferior a você pelo simples fato de ser diferente. Porque, at the end of the day*, o que conta realmente é quem você é, o que tem dentro de si, mas nem por isso devemos nos descuidar do nosso exterior.

Por esta razão, se você curte se maquiar, não esqueça que antes de dormir, é imprencidível retirar toda a maquiagem com seu demaquilante preferido e, porque não, passar um belo creme para o rosto depois de lavá-lo bem.

image

* Expressão americana equivalente à “afinal de contas”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Regras para comentar no Democracia Fashion

Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo:

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Para a preservação de sua própria privacidade não serão publicados comentários que tenham números de telefone do leitor;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- O espaço dos comentários não é lugar para pedir parceria, para parcerias, envie uma mensagem pelo formulário de contato;
- CAIXA ALTA, miguxês ou erros de ortografia não serão tolerados;
- Comentaristas obsessivos compulsivos serão ignorados;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;

OBS: Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.



19 Responses to Mulheres italianas e a maquiagem

  1. Linny disse:

    bom,
    eu trabalho em um escritório de contabilidade, e so pelo fato de ser em escritório ja se exige uma boa aparência para vim trabalhar, portanto todo santo dia tenho o ritual de fazer a maquilagem, mas nada pesado mesmo porque nao pode.
    Eu particularmente adoro, me acho mais bonita :D
    gostei do post.

    beijo

    [Reply]

    Cyn Cardoso Reply:

    Exigência do local de trabalho, ou não, acho que deveríamos sim aderir a esse ritual que nos faz sentir mais bonita. Sem exageros, claro!
    Faz muito bem!
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos! :)

    [Reply]

    priscilla Reply:

    é verdade acho q ñ precisa tanta maquiaqem!!!!!!!!!! deixa até mas velhas mas é normal que todas usam sem exageros b-josssssssss apenas é oq eu acho

    [Reply]

  2. Hérika disse:

    olá miga ,
    fofis demais o post realmente maquiagem da aquele tcham na gente claro que nada em exagero , por exemplo segunda é um dia horrive mas acordar e dar aquela caprixada ja deixa o dia melhor né não? não para ninguem para voce mesmo!
    Como voce mesmo disse como a cultura daqui tbm nao tenho habito de fazer isso sempre única coisa que eu não sei viver sem é sem salto hehe isso é dia noite não resisto =D

    [Reply]

    Cyn Cardoso Reply:

    Que bom que gostou do post! Espero que consiga incentivar às mulheres a se cuidarem mais, dando uma realçada bacana ao que elas tem de melhor.
    Beijos!

    [Reply]

    Giulia Reply:

    Eu também adoro maquiagem e acho q todas nós deviamos dar uma retocada de vez em quando né? Não exagero pq ñ posso, exagerar demais fica feio mas um pouquinho, pq ñ? Nada (nem mesmo minha mãe) me impede de passar base, corretivo, máscara, lápis de olho, sombra, blush, pó compacto e de usar meu salto favorito, um rosa chiclete com um salto da altura de um dedo. Eu ñ resisito maaaais

    [Reply]

  3. Núbia disse:

    Oi Cyn!
    Muito bacana o post! Deve ser estranho morar num outro país, em que a cultura é completamente diferente, mas no que diz respeito à vaidade, eu sou vaidosa, e muito… mas sinceramente não me arrumo muito, o que é uma falha, pra ir trabalhar… não me animo a passar maquiagem, pra pegar um ônibus lotado, e suar, e aquilo derreter e borrar completamente… mas sei q é algo que eu preciso resgatar diariamente, e não somente uma, duas vezes na semana, pra sair p balada e afins.

    Beijos querida!

    [Reply]

    Cyn Cardoso Reply:

    Oi Nubia! :)
    Com certeza a adaptação em um pais de cultura diferente da nossa é difícil. E olha que a cultura dos italianos nem é tao diferente da nossa assim. Mas de toda e qualquer experiencia o bacana é aprender e absorver as coisas positivas que estas nos oferecem.
    No caso, para o calor, nem precisa de uma maquiagem pesada que derreta. O básico pode fazer uma grade diferença à sua auto-estima sem derreter e borrar ^^
    Tente maquiagem à prova d’água. Pode ser bem eficiente.
    Beijos!

    [Reply]

  4. Tine Araujo disse:

    Oie linda! Muito bom o post! Apesar de eu não me maquiar, acho bonito quem o faz. Também tem uma pesquisa que diz que homens preferem mulheres maquiadas.

    Beijos

    [Reply]

    Cyn Cardoso Reply:

    @Tine Araujo,
    Um batonzinho de vez em quando sempre vai bem ;) experimenta!

    [Reply]

  5. Anny disse:

    Cyn:
    A Sam idicou seu blog e como sou comentatora dela, vim dar uma olhada por aqui. Adorei seu texto. E penso que as
    mulheres devem se maquiar sim. Não em exagero como disse vc.
    Sabe, aqui em Salvador é muito quente, então no dia a dia, só um batonzinho básico.

    [Reply]

    Cyn Cardoso Reply:

    @Anny,
    Ola! Muito obrigada pela visita e pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado do meu texto.
    O calor realmente é um inimigo da maquiagem, mas usando os produtos corretos, talvez, de pra dar aquele up no visual sem sofrer as conseqüências do calor.
    Eu não saio de casa sem maquiagem básica, mesmo no calor do Rio de Janeiro.
    Um beijo grande!

    [Reply]

  6. denise rangel disse:

    Oi, Cyn,
    Vim conferir a dica da Sam. Sabe que realmente, com suavidade e bom gosto, a maquiagem realça o rosto da mulher. Já me maquiei durante muito tempo, sem exageros, mas, hoje em dia, só um batonzinho e sombra eventualmente.
    beijo, menina

    [Reply]

    Cyn Cardoso Reply:

    @denise rangel,
    Ola! Obrigada pela visita e pelo comentário. Fico muito feliz quando isso acontece.
    Olha, eu incentivo sim, a todas as mulheres a se amarem e se maquiarem sim, por que não? Como você mesma disse, com suavidade e bom gosto da pra ficar linda e com a auto estima la em cima sempre, não é mesmo?
    Ninguém precisa sair por ai parecendo uma drag queen, mas um realce é tudo de bom.

    Beijos!

    [Reply]

  7. Elena disse:

    Oi Cyn,

    Achei interessante o que voce escreveu e como voce escreveu porque ja to morando na Europa (Inglaterra estudando e agora na Irlanda trabalhando) a 5 anos e esse assunto ja rendeu muito com as minhas amigas de outros paises que estudavam comigo na universidade na Inglaterra.

    Realmente as italianas usam maquiagem pesadissima, a maioria muito exagerada. Voce nao precisava ter ficado com a auto-estima baixa nao porque o jeito como as italianas se maqueiam e considerado feio pela maioria das outras pessoas de outros paises, mesmo da Europa, onde as mulheres se maqueiam bem mais do que no Brasil. Inclusive os homens acham feio. Alias, pergunta pra eles quais sao as mulheres mais bonitas? As brasileiras solteiras la na universidade faziam muito sucesso :) Sorte das italianas que tem a auto-estima elevada e se acham! Mas que pena que so possam sair de casa se for com uma mascara na cara. Maquiagem e linda pra realcar o que voce tem de melhor e corrigir alguns defeitinhos, mas nao pra mudar totalmente as suas caracteristicas. Palavra de maqueador profissional.

    E uma questao de cultura mesmo Tinha uma colega romena que achava estranhissimo as brasileiras nao usarem maquiagem. Ela vivia tentando me convencer a usar maquiagem no dia-a-dia. So que cada uma tem sua rotina e na minha epoca do doutorado vivia tao cansada que nao queria acordar mais cedo pra me maquiar todo dia. Deixava isso pra saidas a noite. De qq forma, uma vez a romena me falando sobre isso, um colega alemao deu um fora nela (geralmente os alemaes sao bem sinceros). Falou que eu nao usava maquiagem todo dia porque nao precisava consertar nada urgentemente como ela ;) Ele foi grosseiro, mas na hora gostei porque ela tava me falando com um ar de superioridade, sabe?

    Adoro maquiagem, se for bem feita claro, e acho que tudo que faz voce se sentir bem e bonita e valido. Mas acho importante respeitar horario, clima, roupa, ocasiao, local onde voce vai. Enfim, nao tem roupa diferente pra cada ocasiao? Acho que a maquiagem tambem. Depende da tua personalidade, do teu humor, do momento que voce ta vivendo, da tua rotina.

    Enfim, o mais importante e se gostar, se cuidar e fazer as coisas que fazem voce se sentir bem. Se voce gosta e sabe fazer, usa, mas se nao, ta legal nao fazer tambem.

    Abraco,
    Elena
    Ah! Desculpa a falta de acentos, o teclado e ingles e da o maior trabalho colocar acento.

    [Reply]

  8. [...] que usamos maquiagem todo dia? É pouco ou é exagerado? Li há algum tempo um post da Cyn Cardoso sobre sua experiência na Itália, onde as mulheres se maquiam demais. Ela lembrou [...]

  9. Jessica Kurth disse:

    Eu vou pra itália ano que vem e acho que vou me adaptar porque eu vivo de maquiagem, maquiagem ate pra ir ali no portao ou mesmo pra receber alguem em casa, sou mesmo exagerada rs amo make forte, ate mesmo de dia.. será que vou me adaptar mesmo?

    [Reply]

  10. Maris disse:

    Olà garotas,
    puxa eu fiquei surpresa com o que vcs escreveram.
    Moro na Italia ha mais de onze anos e acho q as italianas se vestem e usam as maquiagens com muito bom gosto(nao vejo nada de pesado, aonde q vcs viram isso???). Nao è a toa que Milao è um ponto de referencia para o mundo inteiro, praticamente tudo começa ali, è de là que saem as modas a serem seguidas.
    As italianas sao super vaidosas e adoram se vestir bem, atè uma roupinha basica que elas colocam fica um charme.
    Atè as crianças sao chiques : – )), vendo elas passeando pelo centro da cidade parece um desfile de moda.
    Gostaria que nao somente nòs brasileiras, mas todas as mulheres desse mundao de meu Deus se inspirassem nas musas italianas, tanto para se vestir como para se maquiar.

    [Reply]

  11. Sandra D. disse:

    Sou brasileira e vivo na Alemanha a quase 3 anos. Ao contrário das Italianas, as alemâs no dia-a-dia nao se maquiam. As mais jovens usam muito delineador e cabelos curtinhos com várias mexa coloridas. Os cabelos delas em sua maioria sao ralos, fios finos e quando me viram com meus cabelos longos, escuros e cacheados ficaram encantadas. Me maquio todos os dias mas sem excessos e o maridon gosta. As mulheres Turcas também estao impecavelmente maquiadas e o forte delas sao os olhos super destacados, as sobrancelhas perfeitas. Percebi que na europa as maquiagens de marca sao acessíveis a todas mulheres e vendidas até em supermercados, e encontram roupas de todos os tamanhos ( sou uma pluz sise ). Enfim, parabéns adorei seu texto viu? bjos

    [Reply]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>