Das lições da vida

Nos últimos tempos eu tenho vivido um período bastante… emocional, digamos assim. A busca de um amor. Sim, quem não sonha em amar e ser amado?
Uma coisa que deveria ser simples e natural envolve uma série de complicações que nós mesmos nos impomos para que algo seja socialmente aceitável antes de qualquer coisa para depois ser aceito no coração. Tantas complicações tolas, tantos esforços em vão, tempo investido, carinho dedicado, e no fim, tempo perdido.
Mas é preciso tirar uma lição de tudo que nos acontece por mais dolorido que seja. Mas a verdade é que quando conseguimos tirar uma lição, o sofrimento diminui, fica tudo bem mais leve, mais sereno.
O que aprendi? Aprendi que não importa o que você faça, não importa o quanto você se dedique. Você não pode fazer alguém te amar. Por maior que seja o bem que você queira a esta pessoa. Por mais que você se sinta bem ao lado dela e ela pareça se sentir bem ao seu lado, você simplesmente não pode obrigar ninguém a te amar e a continuar te acompanhando pelos caminhos da vida. Não pode obrigar ninguém a faze parte dos seus mais doces sonhos.
O coração quer o que o coração quer.
Que cada um encontre o que deseja.
Que cada sonho se realize.
E o que resta é a saudade.
(que um dia também irá desvanecer)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *